Pandeiro: Instrumento Musical

Se você quer saber mais sobre o instrumento musical pandeiro, chegou ao lugar certo!

Vamos falar um pouco sobre a história do pandeiro e seu surgimento na arte da música.

Desfrute da leitura!

Descrição do Pandeiro

Pandeiro é um tambor de quadro pequeno (um cuja concha é muito estreita para ressoar o som) com uma ou duas peles pregadas ou coladas a um quadro circular ou poligonal raso.

O pandeiro é normalmente tocado com as mãos nuas e geralmente tem jingles, sinos de pellets ou traps.

Os pandeiros europeus geralmente têm uma pele e discos de tinir colocados nas laterais do quadro.

O pandeiro de designação refere-se especificamente ao tambor de estrutura europeia, no entanto, o termo geralmente é estendido para incluir todos os tambores de estrutura relacionados, como os dos países árabes e algumas vezes os provavelmente não relacionados, como os tambores de xamã da Ásia Central, América do Norte e Ártico.

Na Suméria antiga, tambores grandes eram usados ​​nos rituais do templo.

Hoje eles são proeminentes na música folclórica do Oriente Médio e também são usados ​​para acompanhar recitações do Alcorão .

As variedades incluem o duff (também uma palavra genérica para esses tambores), bandīr, ṭār e dāʾirah. Eles são amplamente tocados por mulheres.

Os cruzados trouxeram o instrumento para a Europa no século XIII.

Chamado timbrel ou tabret, continuou a ser tocado principalmente por mulheres e como acompanhamento de música e dança.

Veja mais informações aqui.

O pandeiro moderno reentrou na Europa como parte das bandas musicais janissárias turcas em voga no século XVIII.

Apareceu ocasionalmente em partituras de ópera do século XVIII (por exemplo, de Christoph Gluck e André Grétry ), e passou a ser usado em orquestra geral no século XIX com compositores como Hector Berlioz e Nikolay Rimsky-Korsakov.

Pandeiro: Resumo

Como muitos outros instrumentos de percussão manual, o pandeiro segue suas raízes até as primeiras civilizações da humanidade.

Em termos gerais, o pandeiro compreende uma série de jingles soltos presos a uma alça.

Os jingles, chamados zils, geralmente são colocados em pares e produzem sons agudos. Alguns pandeiros também apresentam uma pele esticada para produzir sons de tom mais baixo.

Embora seja referido como um instrumento sem afinação, certos elementos de design, como tamanho de jingle e material de manuseio, afetam as frequências dominantes produzidas.

O pandeiro é usado com mais frequência para ancorar o ritmo, criar um efeito de lavagem ou fornecer detalhes.

Muitos pandeiros modernos são construídos com plásticos de alto impacto, projetados para suportar golpes repetidos por uma baqueta quando montados como parte de um kit de bateria ou equipamento de percussão.

Esses e outros pandeiros geralmente incorporam uma alça ergonômica que ajuda os percussionistas a tocar por longos períodos enquanto experimentam menos fadiga do que as alças comuns.

Se montado ou tocado à mão, o pandeiro é um som familiar e bem-vindo na maioria dos gêneros musicais (samba e pagode utilizam bastante o pandeiro).

Tocar Pandeiro

Criamos uma página especial se você quiser saber como tocar pandeiro.